Dê ouvidos à Palavra de Deus!
Ouça e pratique essa Palavra! Tolo é quem não o faz!
Ouça a Palavra de Deus, creia na Palavra e guarde-a em seu coração.
Esteja enraizado nela, e a coroa da vitória lhe está garantida!,
“Permaneça em vós o que ouvistes desde o princípio. Se em vós permanecer o que desde o princípio ouvistes, também permanecereis vós no Filho e no Pai” (1 Jo 2.24).



Enganosa é a beleza e vã a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa sim será louvada. Provérvios 31:30

Web Radio Gospel Da Covilha - ((( Portugal))) Sua Amiga De Todos As Horas

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Lucas 14:15-24

Ao ouvir isso, um dos que estavam à mesa com Jesus, disse-lhe:
“Feliz será aquele que comer no banquete do Reino de Deus”. Jesus
respondeu: “Certo homem estava preparando um grande banquete e
convidou muitas pessoas. Na hora de começar, enviou seu servo para
dizer aos que haviam sido convidados: ‘Venham, pois tudo já está
pronto’. “Mas eles começaram, um por um, a apresentar desculpas. O
primeiro disse: ‘Acabei de comprar uma propriedade, e preciso ir
vê-la. Por favor, desculpe-me’. “Outro disse: ‘Acabei de comprar
cinco juntas de bois e estou indo experimentá-las. Por favor,
desculpe-me’. “Ainda outro disse: ‘Acabo de me casar, por isso não
posso ir’. “O servo voltou e relatou isso ao seu senhor. Então o
dono da casa irou-se e ordenou ao seu servo: ‘Vá rapidamente para
as ruas e becos da cidade e traga os pobres, os aleijados, os cegos
e os mancos’. “Disse o servo: ‘O que o senhor ordenou foi feito, e
ainda há lugar’. “Então o senhor disse ao servo: ‘Vá pelos caminhos
e valados e obrigue-os a entrar, para que a minha casa fique cheia.
Eu lhes digo: Nenhum daqueles que foram convidados provará do meu
banquete’ ”.
   

Às vezes, parece que vivemos convidando pessoas, não é?
Convidamos para o culto dominical, para campanhas e reuniões, para
o louvorzão, acampamento e pequeno grupo. Chamamos parentes,
amigos, colegas de trabalho. Com os poucos que aceitam não é de se
admirar que começamos a ficar desanimados. Com o tempo até deixamos
de convidar. Não é que já convidamos todo mundo que conhecemos, e
alguns deles até dizer basta? Sim, justamente. E os que não
conhecemos? Vamos ignorar a moça no caixa do supermercado, o rapaz
na cadeira da nossa frente na sala de aula, aquele senhor sentado
ao lado no ônibus? Deus não quer estas pessoas? Não tem lugar para
elas no Reino? É para seus parentes os convidarem? E se nem eles
convidam? Você nunca ouviu falar de alguém que viu um convite no
chão ou recebeu "por acaso" um convite na rua e aquele convite foi
uma virada em sua vida? O que será que vamos sentir naquele dia
sabendo que passamos ao lado de homens e mulheres caminhando em
plena escuridão, em direção ao inferno, e nem ao menos os chamamos?
Deus quer que sua casa "fique cheia". Há muitas moradas lá cujos
donos ainda não receberam seu convite. Você passará perto de um,
quem sabe, ainda hoje. O que fará?

ORAÇÃO:
   Senhor, perdoe-me pela minha complacência. Tenho ficado mal
acostumado a passar pelas ruas, parques, paradas e salas da minha
cidade calado. Calado. Ajude-me a ver cada pessoa que não responde
a meu convite me ajudando a chegar mais perto daqueles que vão. Sei
que estão lá, Pai. Ajude-me a encontrá-los e a não desistir de
chamar até os encontrar. Sei que estão lá porque o Senhor me enviou
para isso. No nome do Jesus eu oro. Amém.

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Lucas 14:12-14

E dizia também ao que o tinha convidado: Quando deres um jantar, ou uma ceia, não chames os teus amigos, nem os teus irmãos, nem os teus parentes, nem vizinhos ricos, para que não suceda que também eles te tornem a convidar, e te seja isso recompensado.
Mas, quando fizeres convite, chama os pobres, aleijados, mancos e cegos,
E serás bem-aventurado; porque eles não têm com que to recompensar; mas recompensado te será na ressurreição dos justos.


Lucas 14:12-14
 

   Seria conveniente espiritualizar este texto ou falar da missão
da igreja para os "excluídos". Poderia se falar de campanhas para
arrecadar cestas básicas ou de cada igreja adotar um orfanato. Sem
dúvida isso seria bom e faria parte da missão do povo de Deus. Mas,
aqui Jesus estava falando com um indivíduo, o anfitrião do banquete
para o qual ele foi convidado. O que o Mestre recomendou a este
homem não foi mandar algo para os doentes e pobres. Foi chamá-los
para dentro da sua casa. Foi recebê-los com hospitalidade. Ele
disse que devíamos honrar essas pessoas chegando perto delas. Deus
quer que seus filhos sintam não só uma barriga cheia, mas, um
coração também. Será que um amor desse tamanho mora em nossos
corações? Se Jesus mora lá - já devemos saber a resposta.

ORAÇÃO:


   Bendito o nome do Senhor, para sempre. Lembro-me, Pai, de um
filho seu, morador de rua, cantando as estrofes daquele hino com
tanta paixão. Perdoe-me por não ter feito mais por aqueles que têm
tão pouco. Quero fazer mais e dar mais de mim mesmo. Que louvores
possam subir cada vez mais de pessoas que só têm o Senhor, mas, que
vêem em seus servos o amor de Jesus. No bendito nome do Senhor
oramos. Amém.

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Certo sábado, entrando Jesus para comer na casa de um fariseu
importante, observavam-no atentamente. À frente dele estava um
homem doente, com o corpo inchado. Jesus perguntou aos fariseus e
aos peritos na lei: “É permitido ou não curar no sábado?” Mas eles
ficaram em silêncio. Assim, tomando o homem pela mão, Jesus o curou
e o mandou embora. Então ele lhes perguntou: “Se um de vocês tiver
um filho ou um boi, e este cair num poço no dia de sábado, não irá
tirá-lo imediatamente?” E eles nada puderam responder.
 Lucas 14:1-6


   Jesus podia ser achado tanto na casa de um publicano quanto na
de um fariseu. Ele não precisava evitar um grupo para manter
comunhão com o outro. Jesus buscava se relacionar com homens de
todas as qualidades, porque o Pai de todos eles ainda os procurava.
No entanto, estes mesmos homens só procuravam meios para derrubar
Jesus. Como será que ele se sentiu com isso? Será que temos feito a
mesma coisa com outros? Será que temos "observado atentamente"
outros, só para flagrar seus erros e falhas? Jesus sabia que esses
homens estavam sedentos por uma discussão teológica. Mas, a
prioridade de Jesus era o homem doente. Jesus o curou e logo o
mandou embora. Por quê? Provavelmente para que ele não fosse
constrangido pela discussão a seguir. A culpa não era dele. E como
foi que Jesus tratou seus inimigos? Ele lhes deu a oportunidade de
falar. Quando não quiseram se expor, ele os ensinou com paciência e
não se exaltou. Cordialidade, paciência, em fim - amor. Jesus foi
assim. É só isso que ele espera de nós, até para com nossos piores
inimigos.

ORAÇÃO:
   Deus todo poderoso, eu me sinto às vezes tão fraco diante das
minhas próprias atitudes. É tão difícil amar meus inimigos. Eu não
sou como Jesus. Mas, eu quero ser. E pela graça do Senhor eu
pretendo chegar lá. Eu sinto que preciso de muito mais. Mas, confio
que uma coisa me basta - a graça do Senhor. Não me largue, Senhor,
enquanto eu não largar o velho eu. Pela força que vem de Jesus, do
Espírito Santo e de meu amoroso Pai eu agradeço. Em nome do Senhor,
amém.

domingo, 15 de dezembro de 2013

Lucas 13:6-9

E dizia esta parábola: Um certo homem tinha uma figueira plantada na sua vinha, e foi procurar nela fruto, não o achando;
E disse ao vinhateiro: Eis que há três anos venho procurar fruto nesta figueira, e não o acho. Corta-a; por que ocupa ainda a terra inutilmente?
E, respondendo ele, disse-lhe: Senhor, deixa-a este ano, até que eu a escave e a esterque;
E, se der fruto, ficará e, se não, depois a mandarás cortar.

Lucas 13:6-9


   
a figueira seca com folhagens antes do tempo

   Primeiro, Jesus dá um forte alerta sobre o dia do julgamento (Lc
12:57-59). Todos precisam se preparar. A necessidade mais urgente é
de arrependimento (13:1-5). Não importa a natureza do pecado; se a
pessoa não se arrepender, perder-se-á. Mas, em seguida, Jesus conta
uma parábola sobre a longanimidade de Deus. Deus é paciente. Da
mesma forma que o homem deu mais tempo para a figueira, apesar da
sua falta de fruto, Deus está sendo paciente para conosco, apesar
de todos os nossos pecados. Se você ficou desanimado com algum
pecado grave, se ficou frustrado com sucessivas quedas no seu
caminhar com Cristo, ou até desistiu de tentar, escute essas
palavras de Jesus. Deus ainda está esperando por você. Ele não
desistiu de lhe chamar. Enquanto estiver vivo, você ainda está
dentro do alcance da graça dEle. Seja qual for sua fraqueza ou
pecado, Jesus pode lhe dar a força para vencer. Basta voltar para
ele.


ORAÇÃO:
   Poderoso e gracioso Senhor, é tão bom saber que temos um Deus
que é justo, mas, também misericordioso. Ficamos animados em saber
que, se ainda estamos vivos, ainda há tempo. Por favor, anime os
que lêem estas palavras com a esperança de receberem também a graça
do Senhor. Fortifique-os em Cristo Jesus para que se levantem mais
uma vez, desta vez para sempre. No poderoso nome de Jesus oramos.
Amém

domingo, 8 de dezembro de 2013

Lucas 12:49-53

  “Vim trazer fogo à terra, e como gostaria que já estivesse
aceso! Mas tenho que passar por um batismo, e como estou angustiado
até que ele se realize! Vocês pensam que vim trazer paz à terra?
Não, eu lhes digo. Ao contrário, vim trazer divisão! De agora em
diante haverá cinco numa família divididos uns contra os outros:
três contra dois e dois contra três. Estarão divididos pai contra
filho e filho contra pai, mãe contra filha e filha contra mãe,
sogra contra nora e nora contra sogra”.

Lucas 12:49

   Alguns são abençoados com pais e irmãos, cônjuges e sogros que
os apóiam na vida Cristã. Como é uma bênção contar com o
acompanhamento da nossa família no Caminho. Nem todos conhecem esta
bênção. Jesus nos alertou desde o começo que alguns de nós teríamos
que enfrentar conflito e divisão com as pessoas que mais amamos. Às
vezes, o maior obstáculo no caminho para seguir Jesus são as
pessoas mais próximas. No conflito entre o bem e o mal, entre luz e
trevas, não pode haver meio termo. Não há espaço para território
neutro. O inimigo não aceitará nada menos que nossa total
destruição. E Jesus não admite nada menos que nossa plena salvação.
Se você enfrenta conflitos com família ou com entes queridos,
lembre-se que Deus lhe chamou para fazer parte de outra família,
uma que estará com você pela eternidade. Pode ser que sua decisão
salvará não só você, mas, com o tempo, o resto da sua família
também. Às vezes a única esperança para nossa família na terra é
ser fiel à nossa família celestial.

ORAÇÃO:
   Bendito Deus, como nós precisamos do amor do nosso Pai. Tenha
misericórdia, Senhor, daqueles que sofrem com seus próprios
familiares por causa do seu amor por Jesus. Dê forças àqueles que
vivem em países e culturas em que a decisão de seguir Jesus os
torna inimigos daqueles que mais deviam os apoiar. Ajude-nos a
sermos fiéis a Jesus para que um dia, pela graça do Senhor, nossos
queridos voltem a ser família, desta vez, pela eternidade. Em nome
de Jesus oramos. Amém.




quinta-feira, 5 de dezembro de 2013


Estejam cingidos os vossos lombos, e acesas as vossas candeias.
E sede vós semelhantes aos homens que esperam o seu senhor, quando houver de voltar das bodas, para que, quando vier, e bater, logo possam abrir-lhe.
Bem-aventurados aqueles servos, os quais, quando o Senhor vier, achar vigiando! Em verdade vos digo que se cingirá, e os fará assentar à mesa e, chegando-se, os servirá.
E, se vier na segunda vigília, e se vier na terceira vigília, e os achar assim, bem-aventurados são os tais servos.
Sabei, porém, isto: que, se o pai de família soubesse a que hora havia de vir o ladrão, vigiaria, e não deixaria minar a sua casa.
Portanto, estai vós também apercebidos; porque virá o Filho do homem à hora que não imaginais.

Lucas 12:35-40


   Faltou pouco para as virgens estarem preparadas. Por pouco
Pilatos não poupou Jesus. Faltou pouco para Agripa ser persuadido.
Em parábolas e histórias reais, houve tantas pessoas que quase
foram salvas. No entanto, por pouco se perderam. Como alguém disse,
ser quase salvo é ser totalmente perdido. O que é que nos falta? Um
pouco de arrependimento? Um pouco de obediência? Será que por tão
pouco estamos dispostas a arriscar a nossa salvação? Satanás está
contando que pensaremos pouco do pouco que nos falta. Com esta
armadilha ele já tragou tantos desde os dos dias de Jesus até hoje.
O que é que lhe falta ainda? Ninguém sabe quando o Senhor voltará.
Mas, de uma coisa temos certeza, quem estiver pronto irá com Ele,
quem não estiver, ainda que seja por pouco, será perdido. Vamos nos
preparar!

ORAÇÃO:
Grandioso Deus, preciosa é a palavra do Senhor. Obrigado por não
nos deixar cair na armadilha do inimigo. Se for pouco ou muito, que
todos possam ouvir e atender a este alerta. Queremos estar prontos
quando nosso Salvador voltar. Em nome e por amor a Jesus oramos.
Amém.